Renda Renascença, Rendas

Conheça a Renda Renascença

Resolvi inaugurar meu blog com a apresentação da renda renascença e de alguns outros detalhes sobre o trabalho que desenvolvo. Espero que a informação te cative e desperte o interesse ainda maior por essa renda que é, a um só tempo, delicada, preciosa e forte, resistente.

A renda se destacou como produto de luxo, inicialmente, em meados do século XVI, ao norte da Itália, especialmente na região comercial de Veneza, e a renda hoje conhecida como “renascença”, teria sido importada, modificada e difundida pela França já no século XVII. Essa arte chegou ao Brasil Colônia juntamente com a corte portuguesa e era produzida e ensinada em conventos e colégios religiosos para moças nas capitais do Nordeste. Entre 1830 e 1850, o ensinamento da fiação da renda se difundiu pelos sertões e, hoje, a tradição é considerada patrimônio cultural brasileiro, produzido em centros rendeiros de Alagoas, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte. Além da relevância cultural, a produção da renda renascença nesses centros tem grande importância econômica e social para as comunidades locais.

renda3
renda2

A renda renascença é feita a partir de materiais simples, mas a técnica é bastante elaborada e exige habilidade e paciência no processo de criação. Primeiramente, desenha-se o padrão da renda com caneta marcadora em papel vegetal. Em seguida, uma fita de algodão, chamada “lacê”, ou “guipir”, é alinhavada sobre esse desenho. O alinhavo é sobreposto a outro papel mais resistente, apoiado em uma pequena almofada de formato cilíndrico. Por fim, com linha de algodão e agulha simples de costura manual, começa-se a fiar o fundo da renda, unindo os tracejados do lacê com diversos tipos de pontos: pipoca, aranha, rede, corrente, abacaxi, cocada... É lindo observar o trabalho minucioso das rendeiras!

A beleza que resulta desse trabalho artesanal é encantadora e, por esse motivo, tem sido aplicada em peças de vestuário extremamente requintadas. Além disso, pelo fato da renda ser feita com algodão puro e com alinhavo manual perfeito, as peças de renda renascença têm alta durabilidade quando usadas com cuidado e bem conservadas. É comum, portanto, que essas peças se tornem relíquias de família, passando de geração em geração.

Vestidos de noivas e para eventos de gala em renda renascença têm sido utilizadas por celebridades no Brasil e no exterior, conquistando até mesmo os tapetes vermelhos de Cannes e do Grammy. Os estilos podem variar muito, desde os mais tradicionais e clássicos, aos mais modernos.

No meu trabalho, tenho procurado atender essencialmente ao gosto e ao estilo das noivas e clientes que atendo. A ocasião do casamento, especialmente, merece um vestido exclusivo e pensado, também, pela noiva. As mais tradicionais podem optar por modelos clássicos, tendo em vista o desejo de que, futuramente, sejam usados novamente pelas filhas ou netas. As noivas mais pragmáticas, podem querer modelos modernos, que venham a ser transformados, posteriormente, em uma ou duas peças de festa.

Outro aspecto interessante do trabalho que desenvolvo, é que, em função das pesquisas e estudos que já fiz sobre esse material e as suas técnicas, é possível projetar não apenas o modelo da renda para o vestido, mas o próprio desenho da renda, numa colaboração muito estreita com as artesãs. Tenho uma paixão enorme por esse processo de trabalho e o encanamento cresce a cada dia com os novos aprendizados. 

Gostou da leitura? Tem um evento especial em vista e quer estar deslumbrante num vestido de renda renascença? Entre em contato comigo! Vou adorar criar um modelo com você e somente para você!

Gostou da leitura? Tem um evento especial em vista e quer estar deslumbrante num vestido de renda renascença? Entre em contato comigo! Vou adorar criar um modelo com você e somente para você!